Notícias
Caminhada diz sim à vida


26/09/2010 - Folha de Pernambuco | Grande Recife

JULIANA ARETAKIS

Com um novo formato, maior dimensão e mesma bandeira, a Campanha Sim à Vida segue na luta contra o aborto. Em sua 4ª edição a Caminhada Arquidiocesana do projeto revela as mudanças no comando da Arquidiocese de Olinda e Recife. Antes restrito as 100 paróquias da entidade, o evento de hoje, reúne todas as religiões em uma grande mobilização ecumênica. A determinação foi do arcebispo dom Fernando Saburido e agradou vários segmentos religiosos. Com a novidade, o número de pessoas esperadas para a caminhada deve chegar a 60 mil, o triplo dos participantes registrados ano passado.


De diferentes religiões, mas com o mesmo propósito, os presentes pretendem transformar a avenida Boa Viagem em um grande palco de conscientização. A partir das 9h tem início a caminhada com a presença de artistas como Nando Cordel, Silvério Pessoa e Israel Filho, que abraçaram a campanha e garantem a animação. O percurso inicia em frente ao edifício Castelinho e segue até o 2º Jardim acompanhado de cinco trios elétricos com artistas cristãos.



Na pracinha de Boa Viagem, dom Fernando Saburido recebe os representantes das demais religiões. Cada um deve compartilhar com o público informações sobre o momento. Além de distribuir panfletos pela avenida, os participantes irão ganhar a areia da praia, com o propósito de alertar também os banhistas. “Vamos conscientizar as pessoas para esse problema que cada dia torna-se mais grave e inadiável. O encontro vai reunir os defensores da vida no combate à cultura de morte. Queremos despertar o posicionamento a favor da vida”, disse o participante da campanha, Márcio Borba.



Segundo o presidente da Comissão Arquidiocesana de Pastoral para a Vida e a Família, padre Adriano Chagas, a mobilização para a campanha teve início em março. “Nós realizamos reuniões com articuladores nas nossas paróquias e chamamos as outras igrejas para somar conosco, porque essa é uma questão que não interessa só a Igreja Católica”, informou.



O arcebispo apontou ainda uma das soluções da Igreja para as mães que optam pelo aborto. “Sempre recomendamos que as mulheres levem a gravidez até o último momento, que não desistam de ter o filho. A Pastoral pode encontrar meios para solucionar esse problema como doar essas crianças para famílias que queiram adotá-las”, disse. A Arquidiocese ainda não possui uma estrutura própria para o sistema, mas o arcebispo afirma que as pastorais são aptas a receber esses casos.


ELEIÇÕES



Durante a caminhada, os representantes da Arquidiocese aproveitam a proximidade das eleições para reforçar o compromisso da população, segundo o arcebispo dom Fernando Saburido. “A igreja pressiona e quer que alguém a represente na luta pela vida. Orientamos os cristãos para votar com responsabilidade, para não vender os votos e escolher os candidatos com um perfil que possa nos representar na luta pela vida”, frisou.




Outras Notícias: